Cervejando – Presidente da Abracerva renuncia após vazamento de mensagens racistas e machistas

Por: Monali Bassoli*

O presidente da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva), Carlo Lapolli, renunciou ao cargo no dia 2 após o vazamento de mensagens racistas e machistas escritas por ele em um grupo de cervejeiros no WhatsApp. Além dele, toda a diretoria da associação também renunciou. Nadhine França, coordenadora do Núcleo de Diversidade da entidade, assumiu a presidência

Há algumas semanas, o grupo Cervejeiros Illuminati foi denunciado por conter mensagens racistas e machistas. O episódio foi repudiado pela própria Abracerva, em um artigo de Lapolli pedindo por mudanças no setor. Mas, na sequência, novas conversas em outros grupos envolvendo cervejeiros do país inteiro expuseram comentários machistas, alguns direcionados a mulheres conhecidas no meio cervejeiro.

Esse novo caso envolvia mensagens do ex-presidente da Abracerva,o que motivou a decisão de renúncia geral da diretoria da entidade. Uma nova eleição será convocada para o dia 15 de outubro, e até lá a associação terá como presidente interina a então diretora do Núcleo de Diversidade da Abracerva, Nadhine França. Mulher negra, ela coordena o Núcleo de Diversidade da Abracerva e é diretora da instituição em Pernambuco.

Lembrando que meu e-mail monali.bassoli@gmail.com está aberto para sugestões e dúvidas e que esta coluna e todas as outras já publicadas podem ser lidas no meu blog: etudocomida.tumblr.com

*Monali Bassoli, jornalista e sommelière de cerveja – monali.bassoli@gmail.com