Respostas vazias: Diretora de escola diz apenas sim ou não na Tribuna-Livre da Câmara Municipal

Vereador Juninho Previdelli: “vou pedir seu afastamento como diretora da escola”.

Polêmica gerada nas redes sociais em razão de um possível desentendimento entre a diretora da escola “Modesto de Melo Borher”, professora Gorete Culca e um antigo e tradicional ambulante que pratica o comércio de doces e salgados defronte o estabelecimento de ensino, há décadas, motivou o vereador Juninho Previdelli a convocá-la para esclarecimentos a respeito do acontecido, para participar da Tribuna-Livre na Câmara Municipal de Taquaritinga.

Diretora da escola “Modesto de Melo Borher”, professora Gorete Culca – Foto: Gabriel Bagliotti / O Defensor

A presença da diretora aconteceu na sessão de segunda-feira (21), mas suas respostas acabaram não satisfazendo parte dos vereadores que a questionaram, uma vez que, preparada para a situação, Gorte Culca respondeu, praticamente, sim ou não às perguntas, chegando mesmo, a confundir alguns dos vereadores quanto às perguntas a ela dirigidas.

O vereador Juninho Previdelli – Foto: Gabriel Bagliotti / O Defensor

No final, Juninho Previdelli questionou a diretora sobre um BO registrado na Delegacia de Polícia contra ele, confirmado por Gorete. Inconformado, o vereador informou que faria, ainda esta semana, um pedido à secretária municipal de Educação, sobre o afastamento do cargo da diretora da escola, até que os fatos sejam esclarecidos a contento.