Homem é atingido por três disparos de arma de fogo em Santa Ernestina (SP)

Vítima está internada na Santa Casa de Taquaritinga (SP).

Dois boletins de ocorrências foram registrados no plantão policial da Delegacia de Polícia de Taquaritinga, sobre uma tentativa de homicídio ocorrida na cidade de Santa Ernestina na noite de terça-feira (30).

O primeiro, dando conta que os policiais militares daquela cidade, Douglas e Roberto foram solicitados a comparecer próximo a um posto de combustível, onde uma pessoa teria sido atingida por disparos de arma de fogo. No local, encontraram a vítima, defronte o auto posto, sentada ao chão, consciente, reclamando de muitas dores.

Indagado pelos PMs, o elemento disse que estava se dirigindo para um ponto de ônibus, a fim de chegar ao seu local de trabalho, quando encontrou o indiciado, o qual, segundo a vítima, o elemento enviava mensagens para o celular de sua esposa, mexendo com a mesma.

No momento em que foi tirar satisfação com o indiciado, inesperadamente, recebeu três tiros de arma de fogo, sendo que um desses disparos atingiu o celular da vítima, que ficou caído ao chão, danificando-o. Informam ainda os PMs que um dos disparos atingiu a perna direita da vítima e outro disparo, atingiu o braço esquerdo, e um terceiro, atingindo o peito, segundo apurado em Raio X, o projétil encontrava-se alojado no tórax. A vítima foi socorrida ao Pronto-Atendimento da Santa Casa de Taquaritinga, sendo logo após encaminhada para a UTI.

Relataram os policiais militares que, com o apoio de outras viaturas, diligências foram feitas, porém não lograram êxito em localizar o indiciado. Acionada, a Polícia Científica foi representada pelo perito Ovidio.

Um segundo boletim de ocorrência foi elaborado horas depois, dando sequência às diligências policiais pelo local dos fatos. Assim sendo, compareceram no plantão policial, em Taquaritinga, os policiais militares cabo Sérgio e soldado Tavares, informando que no local do crime, referente ao Boletim de Ocorrência de natureza homicídio tentado, avistaram um elemento, caminhando em via pública, com a mão na cintura, resolveram proceder a abordagem do mesmo, sendo localizado em seu bolso esquerdo da blusa, um revólver calibre 38, marca Taurus, com seis munições intactas, com numeração suprimida. Também no mesmo bolso da blusa, foi encontrado um canivete, sem marca aparente, com lâmina de 12 cm.

Indagado pelos PMs sobre a arma que portava, o indiciado respondeu que não possuía documentação da mesma, e que há trinta anos estava em seu poder. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao indiciado e conduzido ao plantão policial, onde a autoridade de plantão determinou a lavratura de Auto de Prisão em flagrante. O elemento seria encaminhado para o CDP de Taiúva.