Concessionárias de rodovias reforçam mensagens para evitar viagens no fim de semana prolongado do Dia do Trabalho

Frases reiterando a importância da quarentena são exibidas nos painéis eletrônicos das rodovias, como ocorreu nos feriados de Páscoa e Tiradentes

As 20 concessionárias que operam os 9,8 mil quilômetros de rodovias concedidas do Estado de São Paulo estão reforçando as mensagens aos motoristas para que mantenham o isolamento como forma de prevenção à disseminação do novo coronavírus durante o fim de semana prolongado do feriado de Dia do Trabalho, comemorado nesta sexta-feira (1º). Sob orientação da ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), desde o início da quarentena, as operadoras de rodovias têm exibido frases em seus painéis eletrônicos de mensagens sobre as formas de prevenção ao coronavírus, como orientações para lavar as mãos e evitar aglomerações. E nos fins de semana prolongados, como já ocorreu na Páscoa e no Dia de Tiradentes, a importância do isolamento é ressaltada com novas frases.

Nas comemorações da Páscoa, entre os dias 10 e 12 de abril, o movimento nas rodovias paulistas sob concessão foi 66,56% menor do que no mesmo período do ano passado. E no feriado de Tiradentes a queda foi de 46,63% na comparação com o último fim de semana prolongado desse feriado, ocorrido em 2017. O resultado foi reflexo da orientação do Governo do Estado para que as pessoas fiquem em casa durante este período de quarentena. Com a redução do tráfego, também foi registrado queda no número de acidentes (redução de 61% na Páscoa e de 62% em Tiradentes) e de vítimas fatais (46% e 53%, respectivamente em cada uma das datas) nas rodovias sob concessão. Para o feriado de Dia do Trabalho, a partir desta quinta-feira (30), passaram a ser exibidas nos 388 painéis eletrônicos de mensagens distribuídos pela malha concedida as seguintes frases:

  • A quarentena foi prorrogada até 10 de maio. Fique em casa!
  • Neste feriado, cuide da sua saúde e da sua família. Fique em casa!
  • Neste feriado, respeite a quarentena, fique em casa!
  • Neste feriado, se puder, não viaje. Siga a quarentena e fique em casa!
  • Previna-se contra o Coronavírus. Fique em casa! Respeito à Vida

Serviços mantido – Mesmo com a recomendação para se evitar as viagens durante a quarentena, e com a redução do tráfego nas rodovias desde o início do isolamento, as 20 concessionárias de rodovias do Estado de São Paulo mantêm suas equipes a postos para a prestação de serviços essenciais aos usuários, como socorro mecânico, guincho e ambulância, além das equipes de monitoramento dos Centros de Controle Operacionais (CCOs) e da manutenção da malha, com serviços de conservação do pavimento e sinalização. E foram adotadas medidas para reforçar a higiene e reduzir o risco de contágio nas praças de pedágio e em outras edificações das concessionárias.

Atendimento aos caminhoneiros –  Durante o período de combate ao coronavírus, as operadoras de rodovias do Estado de São Paulo ampliaram a atenção aos caminhoneiros, responsáveis por serviços essenciais e estratégicos durante o combate ao covid19, como a manutenção do abastecimento aos mercados e o transporte de insumos médicos e hospitalares. As concessionárias j[a distribuíram para os caminhoneiros 113.492 kits alimentação (marmitex, vales refeições ou kits lanches), 68.893 kits higiene (conjuntos com sabonete, álcool gel e outros produtos ou vale banho para serem utilizados nos postos de serviços das estradas) e 24.762 etiquetas eletrônicas (TAGs) para pagamento de pedágio nas cabines automáticas – o pagamento automático evita o contato entre o caminhoneiro e o operador da praça, reduzindo o risco de contágio.

O Governo também suspendeu por 90 dias a pesagem dos caminhões nas rodovias estaduais – o que agiliza a circulação dos produtos e protege os profissionais ao evitar o contato entre motoristas e funcionários das balanças. Com isso, as concessionárias de rodovias passaram a usar alguns dos postos de fiscalização como áreas de descanso para os caminhoneiros ampliando esse atendimento. Outra medida anunciada a favor dos caminhoneiros, para garantir o funcionamento da malha rodoviária paulista e, consequentemente, todo o sistema de escoamento de produtos, foi a liberação do acesso de caminhões aos domingos à tarde na chegada pelas rodovias a São Paulo. Antes esse acesso era restrito devido ao grande fluxo de veículos que retornam para a Capital no final de semana.