Futebol: em Brasília, Palmeiras vence Botafogo com gol de Gustavo Gómez e segue na liderança

Em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras venceu o Botafogo por 1 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília-DF, na tarde deste sábado (25). Apesar do mando alvinegro, a maior parte dos 33.143 torcedores nas arquibancadas era palmeirense. O gol palestrino foi marcado pelo zagueiro Gustavo Gómez, em cobrança de pênalti.

Com o triunfo, o Verdão mantém a primeira posição na tabela do Brasileirão, com 16 pontos conquistados. O vice-líder é o Atlético-MG, que tem 12 pontos e enfrenta o Grêmio, em Porto Alegre-RS, às 19h deste sábado.

Além da liderança, o Maior Campeão do Brasil ostenta uma série de estatísticas positivas no torneio nacional. Ao lado do São Paulo, o Verdão é uma das duas equipes que ainda não foram derrotadas na competição. O Palmeiras também ocupa o posto de time com mais vitórias (cinco), mais gols marcados (13 contra 10 do Fluminense), menos gols sofridos (1 contra 2 do São Paulo) e melhor saldo (12 contra 4 do São Paulo).

O resultado deste sábado ampliou a sequência de invencibilidade do Alviverde em Campeonatos Brasileiros para 29 jogos, melhor série sem perder na competição da história do clube. O recorde anterior pertencia ao time da Segunda Academia, que ficou 26 partidas sem sofrer revés no Nacional entre 1972 e 1973.

Os ótimos índices não aparecem apenas no Brasileirão. Considerando os 20 participantes da Série A, a equipe palestrina possui o melhor aproveitamento (74,7%), a melhor defesa (apenas oito gols sofridos) e o menor número de derrotas (duas) do país na temporada.

Entre os jogadores, chama atenção o desempenho da dupla Luan e Gustavo Gómez na zaga: os dois estão há 991 minutos sem sofrer gols jogando juntos, não levando em conta os acréscimos. O recorde alviverde no quesito pertence a Marcio e Vágner Bacharel que, em 1987, garantiram que o time ficasse 1221 minutos sem ser vazado.

Agenda – O Palmeiras volta a campo para enfrentar a Chapeconse, pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro, no próximo domingo (02), às 16h, na Arena Condá, em Chapecó-SC. Antes disso, na quinta-feira (30), o compromisso é contra o Sampaio Corrêa, às 20h, no Allianz Parque, em duelo decisivo pelas oitavas de final da Copa do Brasil – o Verdão venceu o jogo de ida por 1 a 0, com gol de Moisés, na última quarta-feira (22). Os ingressos estão à venda para todos os torcedores, sendo que 18 mil foram vendidos antecipadamente.

O jogador Gustavo Gómez, da SE Palmeiras, em jogo contra a equipe do Botafogo FR, durante partida valida pela sexta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio Mané Guarrincha.

O jogo – Com a maioria entre os torcedores presentes no Mané Garrincha, o Palmeiras jogava com postura de dono da casa, apesar do mando ser do time carioca. A equipe de Felipão levava vantagem na posse de bola e passava a maior parte do tempo no seu campo de ataque. Pressionando a saída adversária, o Verdão impedia que o adversário chegasse ao ataque.

As chances claras de gol, no entanto, foram poucas nos primeiros tempo – os zagueiros botafoguenses e o goleiro Gatito Fernández estavam atentos, cortando as jogadas ofensivas com precisão. Os lances mais perigosos pelo lado alviverde aconteceram nas cobranças de escanteio e lateral na área.

A melhor oportunidade de abrir o placar em Brasília aconteceu aos 41 minutos da primeira etapa. Dudu recebeu lançamento na área pela direita e cruzou rapidamente para Deyverson, na pequena área. O camisa 16 cabeceou bonito e a bola passou muito perto da trave direita do goleiro botafoguense antes de sair pela linha de fundo.

Felipão voltou para o segundo tempo sem fazer alterações na escalação de seu time. O cenário na etapa final era o mesmo dos primeiros 45 minutos: o Palmeiras ficava mais tempo com a bola nos pés e pressionava o Botafogo, que pouco deixava o seu campo de defesa.

Aos dez minutos, o árbitro Paulo Roberto Alves Junior marcou, com a ajuda do VAR (árbitro assistente de vídeo), pênalti em um pisão do zagueiro Gabriel no calcanhar de Deyverson. Gustavo Gómez bateu com categoria, tirando do goleiro, e balançou as redes da meta de Gatito Fernández. (Botafogo 0 x 1 Palmeiras)

Aos 26, Antônio Carlos entrou na vaga de Luan, que sentiu um problema na virilha. Aos 28, foi a vez de Zé Rafael sair de campo para dar lugar a Gustavo Scarpa, voltando de lesão muscular na perna (na região atrás do joelho). O meia não atuava desde o dia 8 de maio, quando sentiu o incômodo durante o duelo com o San Lorenzo-ARG, pela Conmebol Libertadores. A última alteração foi aos 40 minutos, quando Moisés substituiu Lucas Lima no meio de campo.

Em vantagem no placar, o Verdão buscou o segundo gol com mais tranquilidade e segurou o ímpeto alvinegro, que lutava pelo empate. A partida terminou em 1 a 0 para o Palmeiras, apesar da pressão do Botafogo nos últimos minutos.

Escalação: Weverton; Marcos Rocha, Luan (Antônio Carlos), Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Lucas Lima (Moisés); Dudu e Zé Rafael (Gustavo Scarpa); Deyverson.

Gol – Palmeiras: Gustavo Gómez (16’ – 2º tempo).

Por: Mariana Giovinazzo – Departamento de Comunicação da SEP