Celular pirata: saiba como verificar se seu aparelho pode ser bloqueado

Desde fevereiro do ano passado, foram bloqueados 244.217 celulares e foram enviadas 531.446 mensagens de notificações sobre a ação.

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) concluiu neste domingo (24), a última fase do projeto ‘Celular Legal’, que bloqueia aparelhos piratas em 15 estados.

Usuários das regiões Norte (Amazonas, Roraima, Pará, Amapá), Nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia) e Sudeste (Minas Gerais e São Paulo) serão afetados.

Os celulares piratas são aqueles que não foram certificados pela Anatel e, por isso, não há garantia de segurança ao consumidor ou de compatibilidade com as redes de telefonia móvel brasileiras.

Desde fevereiro do ano passado, foram bloqueados 244.217 celulares e foram enviadas 531.446 mensagens de notificações sobre a ação. O projeto do governo federal tem a intenção de combater adulterações, roubos ou extravios de aparelhos.

Para saber se um celular ficará sem sinal, o primeiro passo é encontrar o número do IMEI. Esse registro é global e exclusivo para cada aparelho, portanto, até mesmo modelos comprados em outros países possuem essa identificação.

O IMEI está registrada no corpo do aparelho, atrás da bateria, ou no manual do fabricante. Uma alternativa é digitar *#06# no próprio celular e a sequência numérica aparecerá automaticamente na tela. Caso  seja possível usar mais de um chip de operadora, serão exibidos dois códigos diferentes.

Por último, é necessário checar no site da Anatel a situação do aparelho.