Cidade Entretenimento Geral 

Curta metragem: “As meninas que se cortam” ultrapassa 70 mil visualizações

Isso apenas nos primeiros cinco meses do ano. O curta metragem “As meninas que se cortam”, idealizado pelo professor Marcelo Rosa, alcançou, nos últimos cinco meses do ano, mais de 70 mil visualizações, em exibição nas redes sociais (youtube). De acordo com Marcelo, a peça relata o drama de Luciana, uma jovem que sofre com a prática da automutilação, cuja intenção do roteiro, escrito por ele, não era discutir a prática, mas sim como a pessoa sofre com esse relacionamento no meio social e familiar, humanizando a pessoa. Segundo Rosa,…

Leia Mais
Cidade Cultura Destaques Geral 

Curta metragem: “As Meninas que se cortam” já estão disponíveis nas redes sociais

O curta metragem “As Meninas que se cortam” já está disponível no Youtube para as pessoas assistirem desde a última quarta-feira (22) e traz em seu enredo a história de Luciana, uma jovem que sofre não só com a prática da automutilação mais também com o preconceito. Isolada pelos colegas de escola e incompreendida pelo seu pai, que desconhece a gravidade da situação, Luciana se encontra totalmente sozinha, tentando lidar com uma situação que não escolheu e que não sabe como sair dela. O curta “As Meninas que se cortam”…

Leia Mais
Cidade Cultura Destaques Geral 

Curta-metragem:‘As meninas que se cortam” terá música composta e produzida  por artista da Cidade

Produção será de Rafael Milanezi da banda Prato Feito. A produção do curta-metragem “As meninas que se cortam” que conta a história do drama de pessoas que para fugir da angustia e tristeza se auto mutilam está chegando ao fim. A produção é um trabalho em conjunto entre a Oficina de iniciação ao Fazer Teatral e a IMovie Studio que tem a direção do Rogério Correia. Segundo o professor Marcelo Rosa na semana passada foram mais de treze horas de gravação dividido em dois dias, no qual foram gravado em…

Leia Mais
Cidade Destaques Geral 

Fatalidade: desabamento mata duas meninas brasileiras durante passeio no Chile

Khálida Trabulsi Lisboa, de 3 anos, e Isadora Bringel, de 7 anos, estavam de férias com as famílias nos Andes e, segundo a governadora local, foram a um local fechado para visitas. Um deslizamento de rocha matou duas meninas brasileiras no Chile, informou a polícia local na segunda-feira (3). Khálida Trabulsi Lisboa, de 3 anos, e Isadora Bringel, de 7, morreram depois de serem atingidas por fragmentos da rocha, que se desprendeu de uma das montanhas nas imediações da barragem de El Yeso, um ponto turístico na Cordilheira dos Andes…

Leia Mais