Precaução: Hospital determina que mulheres só atendam ‘João de Deus’ acompanhadas

O instituto diz que ele é atendido preferencialmente por enfermeiros e médicos homens. O Instituto de Neurologia de Goiânia aconselhou as mulheres de sua equipe a não entrar desacompanhadas no quarto do médium João de Deus, réu por violação sexual e estupro de vulnerável, que está internado no local. O instituto diz que ele é atendido preferencialmente por enfermeiros e médicos homens, e que quando não há essa possibilidade por causa da escala de horários da equipe, as profissionais são sempre acompanhadas – geralmente por homens. A mudança na rotina…

Leia Mais