Semeando o bem: Nunca deixe para amanhã!

Compartilhe esta notícia:

Por: Vitor Chagas*

Vivemos em um tempo em que grande parte das pessoas vive no automático, os dias estão passando rápido e muitas vezes nem percebemos que deixamos coisas importantes guardadas ou silenciadas, como por exemplo, um “eu te amo” sincero para os nossos pais, familiares, namorada (o), um abraço apertado em nossos verdadeiros amigos, um almoço em família em uma tarde de domingo. A vida acaba sendo tão corrida que às vezes acabamos esquecendo os sorrisos. Precisamos entender que uma hora iremos nos deitar e não vamos acordar mais, e você? Prefere partir e saber que fez tudo que podia para expressar seus sentimentos por aqueles que realmente estavam em vida com você diariamente nos dias de sol, mas também nos dias de chuva ou prefere ir e carregar consigo o sentimento de que deixou viver momentos ao lado de quem realmente importava para você e que se importavam com você.

Muitas vezes passamos a maior parte de nossos tempos ou vidas dando importância demais para problemas que não afetam nossas vidas em nenhum sentido, muitas vezes ficamos assustados com o que vai acontecer com o nosso futuro e deixamos de demonstrar hoje, deixamos de viver o presente, apesar de todos os problemas, todas as confusões e correrias durante o nosso dia a dia nunca podemos deixar de viver o hoje, nunca podemos deixar o nosso presente ser abalado. Rezo muito para que todos possam ser felizes, inclusive você mesmo que está lendo mais uma vez a minha coluna, muito obrigado viu (risadas), há tempo para rir, tempo para chorar, tempo para viver e tempo para morrer. A questão do amanhã é o grande “queridinho” de todos, mas temos que entender que o amanhã pode ser muito tarde.

Pode ser tarde para dizer aquele eu te amo para o amor da sua vida, para desculpar, para dar aquele abraço apertado em seus pais, para pedir perdão. Pode ser tarde para fazer aquela chamada de vídeo que nunca dava certo fazer, pode ser tarde para ir tomar aquele sorvete com os amigos, pode ser tarde para reunir a família, pode ser tarde para mandar aquela mensagem de bom dia ou boa noite, pode ser tarde para sorrir. Deixar para amanhã o que se pode fazer hoje é arriscado demais. Já pararam para se perguntar: e se não tivermos a dádiva de viver o amanhã? Então, entendam que essa coluna que vocês estão lendo, não é um conselho de um rapaz bobo que gosta de escrever e que vive o hoje, isso é um conselho de vida!

Gosto muito dos desenhos da Disney porque eles nos ensinam muito (mais risos), tem um trecho do filme Kong fu Panda, onde uma tartaruga muito sabida por sinal, diz: “o ontem é história, o amanhã é um mistério, mas o hoje é uma dádiva por isso se chama presente”, então amigos, quando te perguntarem que dia é hoje, respondam com um belo sorriso, hoje é o meu dia predileto. Nascer, crescer, viver e morrer, esse é o destino de todos nós, então aproveite cada batimento do seu coração e deixe aqui um legado. Faça o bem, ajude quem tenha que ajudar, aproveite cada minuto com as pessoas que ama, dance, cante e como diria o tão reconhecido personagem e amado por todos nós, “Chaves do 8”, não se irrite porque a vida é aqui e agora.

*Vitor Chagas é repórter do jornal O Defensor e estudante de pedagogia.

**Os artigos publicados com assinatura não manifestam a opinião de O Defensor. A publicação corresponde ao propósito de estimular o debate dos problemas nacionais e mundiais e de refletir as distintas tenências do pensamento contemporâneo.

Compartilhe esta notícia: