Semeando o bem: Já deu tudo certo!

Compartilhe esta notícia:

Por: Vitor Chagas

Você que está lendo esta coluna talvez esteja passando por uma fase de sua vida em que esteja se perguntando, será que eu vou dar certo? Se você não está nessa fase provavelmente já passou por ela em algum momento da vida, e eu estou aqui pra te dizer que você vai dar certo sim!

Mas só se você caminhar certo, com pensamentos certos. Entenda que ninguém vai dar certo querendo prejudicar os outros, ninguém vai dar certo falando mal dos outros, ninguém vai dar certo tendo inveja dos outros, as pessoas que fazem isso podem até achar que estão dando certo em algum momento, mas não estão. Entenda que o bem sempre vai vencer o mal.

Errar é humano, inclusive eu sou uma pessoa que errou muito, erro demais mas trabalho para caramba e sei que vou acertar muito mais do que errei, uma hora ou outra. Tenha vontade de ser sua melhor versão dia após dia e batalhe por isso, lute. Há uma pesquisa que diz que o índice de sucesso na vida de uma pessoa corresponde a 15% de 100 e 85% é a vitoria dos homens de sucesso que fracassaram um dia, mas não desistiram, então quem somos nós para desistir, agora nunca podemos deixar isso condicionar nossa vida, precisamos entender que um dia ruim, uma semana ruim ou um mês ruim, não quer dizer que é uma vida ruim.

Nós, seres humanos, não passamos na vida por passar, devemos fazer de cada dia um dia novo para deixarmos uma marca, um legado, nunca seremos lembrados ao final da vida pelo que temos, pelo dinheiro ou pelos bem materiais que temos e sim pela pessoa que fomos em vida… primeiro faça o necessário, depois o possível e quando menos esperar você estará fazendo o que para muitos era chamado de impossível.

Então, não se preocupe você já deu certo, entenda que pior do que morrer é não viver, com medo de dar errado, porque morrer todos vamos, mas será que todos nós vivemos?

*Vitor Chagas é repórter do jornal O Defensor e estudante de pedagogia.

**Os artigos publicados com assinatura não manifestam a opinião de O Defensor. A publicação corresponde ao propósito de estimular o debate dos problemas nacionais e mundiais e de refletir as distintas tenências do pensamento contemporâneo.

 

Compartilhe esta notícia: