Artigo: Os benefícios do café

Compartilhe esta notícia:

Por: Arthur Micheloni*

Uma rotina diária saudável sempre deve começar com um café e vou explicar por quê.

Além de ser delicioso, o café faz muito bem para a saúde. Um delicioso combatente na luta contra o Alzheimer, diabetes, estresse e depressão.

Além da cafeína, que todos já sabemos, foi descoberto que o café conta com outros minerais, tais como o zinco, potássio, ferro e magnésio em pequenas quantidades. Alem disso, possui aminoácidos, proteínas, lipídios, polissacarídeos e uma quantidade significativa de polifenóis antioxidantes (ácidos clorogênicos) que conciliam na perda de peso.

Mas vamos ao que interessa, a tão almejada lista de benefícios:

-Alivia o estresse;

Em estudos, ficou comprovado que nossa deliciosa bebida melhora o humor e ajuda a aliviar o estresse, alem disso, auxiliam na melhora do tempo de reação, memória e raciocínio.

-Previne o câncer;

Segundo alguns estudos, por ser rico em antioxidantes, a ingestão de pelo menos uma xícara de café por dia pode diminuir a incidência de alguns tipos de câncer;

-Rejuvenesce;

A muito vemos a indústria de cosmético explorando tal efeito do café. A indústria aposta nas substâncias antioxidantes do café verde para melhorar ainda mais a eficácia de seus produtos. Tudo isso graças à presença de componentes do grupo dos polifenóis e antioxidantes.

-Diabetes;

Os ácidos clorogénicos e trigonelina alcalóide presentes no café auxiliam na redução de glicose e insulina.

Além de todos esses benefícios citados aqui, ainda existem muito mais.

A edição de julho de 2021 do Advances in Nutrition, publicou recentemente uma meta-análise onde encontra o consumo de café (cafeinado) associado à redução significativa de incidências de doenças graves.

Foram selecionados 26 estudos que investigaram a associação entre consumo de café com doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, carcinoma hepatocelular (câncer de fígado), câncer endometrial, melanoma e câncer de pele não melanoma.

A análise dos dados revelou uma redução significativa na incidência de doenças cardiovasculares ou mortalidade de 10%, uma diminuição no diabetes tipo 2 de 10%, um declínio no câncer endometrial de 15%, uma diminuição do melanoma de 11% e uma redução do câncer de pele não melanoma de 8% em associação com qualquer bebida de café não descafeinada em comparação com o não consumo. Também foi observada uma redução não significativa de 7% no carcinoma hepatocelular em associação com o consumo de café.

A redução significativa dos riscos de doenças foi associada ao consumo de três a quatro xícaras por dia.

* Arthur Micheloni é Fisioterapeuta, pós-graduado em Osteopatia, Ortopedia e Traumatologia e pós-graduando em Fitoterapia, discente e adepto da Medicina Integrativa – e-mail: [email protected]

**Os artigos publicados com assinatura não manifestam a opinião de O Defensor. A publicação corresponde ao propósito de estimular o debate dos problemas nacionais e mundiais e de refletir as distintas tenências do pensamento contemporâneo.

Compartilhe esta notícia: