Semeando o Bem – A vida recompensa aqueles que se arriscam

Compartilhe esta notícia:

Por: Vitor Chagas

O preço de você ser verdadeiro com você mesmo e com outras pessoas, geralmente costumam ser muito alto, mas a sensação de você ter a consciência tranquila e estar em paz não tem preço. O melhor caminho para a sua liberdade mental é você não mudar sua essência para agradar ninguém. A vida só muda se você mudar. Por pior que talvez esteja sua vida, pense positivo, pense o melhor que você puder, lute para que seja melhor porque você vai atrair coisas boas, pense positivo porque você irá resolver todos os seus problemas e alcançar seus sonhos, acredite em você.

Pare de se vitimizar, existe uma frase que diz “a chuva cai sobre justos e os injustos também”, momentos ruins acontecem para quem é rico, para quem é pobre, para quem é mau, para quem é bom. Meus amigos, é que o jeito que você encara a vida que diz quem realmente é você, eu acredito que a dignidade nunca estará no vitimismo, todos nós temos aqueles momentos nos quais queremos chorar, saber qual a melhor coisa a se fazer nessas horas? Entre no quarto feche a porta, ajoelhe-se e converse com Deus, ore e depois saia do quarto de cabeça erguida. Lembre-se sempre: se você for um dia brigar por algo brigue pela liberdade de você conquistar suas coisas e nunca deixe ninguém te oprimir e dizer que você nunca vai conseguir realizar seus sonhos.

Eu percebo que a vida é como se fosse uma escada rolante ao contrário, se você parar, você vai andar para trás, se você anda devagar, você também volta para trás, então exclua a opção desistir ou parar do seu vocabulário diário.

Eu já ouvi que a “vida recompensa aqueles que se arriscam” e para você que está lendo este artigo tenho que ser verdadeiro, eu honestamente não faço a menor ideia se realmente isso é verdade. Eu vi pessoas se arriscando muito e não sei se foram recompensadas, mas comigo com certeza aconteceu. Honestamente, as únicas certezas que a gente ganha na vida, o que a gente aprende na vida são nos momentos de dificuldade no inferno e nunca no paraíso, hoje eu tenho mais certeza do que já tinha e quero que você também tenha que nós somos responsáveis e conseguimos traçar o destino de nossas vidas e eu também tenho uma riqueza gigante, que não vem do dinheiro, uma riqueza que vem de olhar para trás e saber que eu sonhei alguma coisa, que eu quis fazer alguma coisa e de olhar para frente e saber que meus sonhos não têm limite e que eu não vou parar de sonhar até eles se tornarem realidade.

*Vitor Chagas é repórter do jornal O Defensor e estudante de pedagogia.

**Os artigos publicados com assinatura não manifestam a opinião de O Defensor. A publicação corresponde ao propósito de estimular o debate dos problemas nacionais e mundiais e de refletir as distintas tenências do pensamento contemporâneo.

Compartilhe esta notícia: