Politicando – Imunização aos finais de semana

Compartilhe esta notícia:

Política de hoje e de ontem

Por: Léo Oliverio*

Adauto Scardoelli

Em alguns momentos da vida as diferenças políticas precisam ser deixadas de lado. Um desses momentos, é quando alguém está num momento de saúde mais delicado.

Nesta semana, o taquaritinguense e atual prefeito de Matão Adauto Scardoelli (PT) precisou passar por uma cirurgia de urgência em razão de uma perfuração intestinal.

Até o momento da publicação desta coluna seu estado inspirava cuidados, mas estava havendo uma melhora progressiva.

Em razão do fato, pude notar muitas pessoas e grupos políticos emanando boas energias ao político, que tem vasto quadro de amizades em nossa região. Destaco a manifestação do MDB de Matão e Taquaritinga, assinado por seus representantes locais Marcos Galli e Tato Nunes, respectivamente, que publicaram mensagem de orações e melhoras.

E é este também nosso desejo e intenção de orações. Que Adauto se restabeleça prontamente para que siga com seus projetos para a cidade de Matão e que esteja presente em Taquaritinga para prestigiar muitos carnavais ao lado dos familiares e amigos. Saúde!

Imunização aos finais de semana

Na última sessão da Câmara o Dr. Valmir Carrilho (PDT) indicou ao Sr. Prefeito que determine a realização de plantão ao menos uma vez por mês aos finais de semana para que a população possa aproveitar a data para tomar a vacina contra o COVID-19.

A justificativa, justíssima a propósito, é que alguns grupos que já podem ser imunizados tem mais dificuldade em se deslocar ao local de vacinação durante a semana, tanto porque trabalham muito cedo e retornam muito tarde ou ainda por conta daqueles que recebem diárias e não conseguem se deslocar para vacinar-se a tempo de retornar ao trabalho, caso dos trabalhadores rurais, por exemplo.

Por mais calçadas

O vereador Valcir Zacarias (PSB) solicitou na última sessão da Câmara que Vanderlei Mársico notificasse os proprietários dos imóveis localizados ao longo da Avenida Emílio Calil para que construam calçadas em suas respectivas propriedades.

Há algumas semanas fiz esta mesma observação, ressaltando não só na avenida mencionada pelo vereador, mas praticamente todas de nossa cidade.

Uso como exemplo a Av. Ernesto Salvagni (Laranjeiras), que possui falta de calçamento em quase todos os lotes desocupados, sem contar o calçamento que faz divisa com a Área de Proteção Permanente (onde fica o bambuzal), esta área responsabilidade da própria prefeitura.

Muitas pessoas transitam pela avenida a pé e dividem espaço com carros e caminhões que nem sempre respeitam a preferência do pedestre. O medo é que ocorra um atropelamento que, certamente, poderia ser evitado com essas melhorias.

*Léo Oliverio é empresário, formado em Processamento de Dados pela FATEC Taquaritinga e Gestão Pública pela UNIVESP. Atualmente cursa graduação em Direito.

**Os artigos assinados não representam a opinião de O Defensor!

Compartilhe esta notícia: