Taquaritinga (SP) lamenta o falecimento do jornalista Tuca Sant’Anna

Taquaritinga (SP) amanheceu neste sábado, 12 de setembro de 2020, com a triste informação do falecimento do jornalista Luiz Sant’Anna Neto, popularmente conhecidos por todos como Tuca Sant’Anna. Amigo que todos, Tuca era figura fácil pelos quatro cantos da Cidade, tinha uma verdadeira paixão pelo contato com o ser humano e sempre que podia adorava transitar pelas regiões periféricas de nossa Cidade.

Tuca foi um dos principais nomes do jornalismo taquaritinguense, influenciando uma geração de profissionais e exercendo a função de jornalista em todos os hebdomadários do Município, sendo eles Cidade de Taquaritinga, Evolução, Nosso Jornal, Tribuna e O Defensor.

Foi aqui em O Defensor que Tuca publicou por mais de 25 anos sua coluna Dois Pontos, sendo em boa parte deste tempo, uma das principais colunas mais lidas e procuradas pela população de toda Taquaritinga.

Ainda em março deste ano, no início da pandemia causada pelo novo Coronavírus, Sant’Anna confidenciou ao jornalista e amigo Gabriel Bagliotti, proprietário de O Defensor, que aguardaria o retorno das edições impressas de O Defensor para novamente escrever a sua Dois Pontos.

Mesmo sendo criador de diversos grupos nas redes sociais, entre elas a mais famosa, Sou Fã da Coluna Dois Pontos, que atualmente conta com mais de 42 mil membros, Tuca mostrava certa aversão às novas tecnologias e principalmente ao formato digital que os jornais passaram a aderir nos últimos anos, “sou um homem do jornal impresso”, afirmava o jornalista.

Tuca Sant’Anna não trabalhou apenas em Taquaritinga, contribuiu e muito para o jornalismo nas cidades de Blumenau (SC), Campinas e Ribeirão Preto. Na capital do chopp, Tuca foi um dos principais jornalista do Diário de Notícias, o popular “Jornal dos Padres”, local no qual teve a oportunidade de trabalhar com nomes importantes do jornalismo nacional, como José Hamilton Ribeiro, Heraldo Pereira entre outros grandes jornalista.

Tuca também comandou com grande dedicação e profissionalismo a comunicação oficial do município de Taquaritinga, quando assumiu o departamento de imprensa da Prefeitura, durante a gestão do ex-prefeito Paulinho Delgado (2005 a 2012), de quem foi grande parceiro.

Reivindicava-se como de esquerda, membro do PSOL (com passagem pelo partidão PCB – berço de grandes jornalistas), mas sempre fez questão de enfatizar que compreendia e trabalhava conforme a natureza das necessidades.

“Precisamos sobreviver neste mundo, dentro deste regime, que nem sempre é justo. Mas é o que temos e vamos seguir – temos família”, dizia Tuca, que parte  deixando boas prosas no jornalismo, que certamente serão revistadas por gerações.

Tuca deixa uma verdadeira legião de amigos, nas redes sociais as manifestações foram as mais diversas, entre elas praticamente todos os jornalistas da Cidade.

Nilton Morseli afirmou que “Que tristeza, perdemos o Tuca, o Santaninha (como era conhecido em Ribeirão, onde trabalhou com Heraldo Pereira). Foi um cara importante na minha formação, me emprestava livros… ele me proporcionou uma verdadeira imersão na atmosfera do jornalismo em sua curta mas intensa passagem pelo Nosso Jornal. Acabava de chegar de Ribeirão Preto trazendo o comportamento profissional praticado em cidades grandes, um jeito clássico e elegante de escrever, mas com espaço para o coloquial (dizia que isso aproximava o jornal do leitor mais simples). Um grande redator, o melhor cronista da nossa imprensa, sempre disse isso, tanto que fiz questão de convidá-lo para a coletânea “Cada uma que parece duas”, que saiu em dezembro de 2019. É uma perda para Taquaritinga, que fica mais pobre em termos de cultura. E uma perda para nós, seus amigos e admiradores”.

Já Gustavo Girotto asseverou que “A notícia que não gostamos de escrever e publicar…parte o Tuca Santanna Neto – e com ele um texto irreverente, ácido e preciso….Pais dos meus amigos Sérgio Augusto Sant’Anna e Luiz Fernando Sant’Anna Luma…O jornalismo local lamenta e, seus leitores, ficam órfãos das boas pílulas do nosso cotidiano…que sua última viagem seja leve, camarada”.

Por sua vez, o jornalista Gabriel Bagliotti, lamentou a perda do amigo “É meu amigo Tuca Sant’Anna infelizmente você nos deixou! Seu falecimento é uma perda gigantesca para o bom jornalismo, ainda mais nestes tempos sombrios de fakenews e perseguições a órgãos de imprensa e a profissionais da área. Com você, pude aprender muito sobre como praticar este bom jornalismo. Você foi e sempre será um verdadeiro amigo. Lamento profundamente o seu falecimento. Sei que irá para um plano superior junto de nosso Senhor Jesus Cristo. Mas a notícia de sua morte nos entristece e muito”.

Luis Sant’Anna Neto, o popular Tuca Sant’Anna deixa a esposa Maria Paz da Silva Sant’Anna (Preta), e quatro filhos, Sérgio, Luiz, Igor e Geandra Nayara, além dos pais Carminha e Wily e o irmão Geraldo. O velório e o sepultamento aconteceu na manhã de sábado (12).