Gastronomia em Foco – A História da Gastronomia

Por: Chef Bia Volante

Primeiramente queria agradecer o convite do jornal O Defensor, para aqui poder falar um pouco sobre Gastronomia, sua história, curiosidades e receitas simples para sair da rotina no almoço de nossas famílias.

Meu nome é Beatriz Rossi Volante, tenho 25 anos e sou graduada em Administração pela UEMG, e esse ano estou terminando minha graduação em Gastronomia pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

A Gastronomia vem a cada dia ganhando mais gosto em minha vida, e para começar já quero desmistificar essa palavra, que para muitos é sinônimo de comida chique e não acessível.

Gastronomia é o estudo sobre tudo que envolve a alimentação, é a criatividade e a inovação da culinária; nela não aprendemos apenas receitas, e sim todo o conceito do alimento, desde a sua criação, até chegar à nossa mesa. Com ela entendemos o porque de cada processo culinário, e eu te convido à mergulhar nesse mar de prazeres, porque afinal, quem é que não gosta de comer?

A história da gastronomia se inicia na pré-história, quando os primeiros mamíferos semelhantes ao homem começaram a caminhar apenas com os pés, e com as mãos conseguiam alcançar frutos de árvores e até mesmo se lançar sobre animais com mais facilidade. Foi daí então que começamos a datar as primeiras refeições na terra.

O homem vivia apenas em busca de alimento para sobreviver, com isso, começou a criar técnicas para atacar os animais, e a construir instrumentos e utensílios para facilitar na caça e na pesca. Se alimentando apenas de frutos, sementes e carne crua, o homem era considerado como um animal, pois nada o diferenciava dos demais.

Foi então que a grande descoberta do fogo, uma das mais importantes para a sobrevivência da humanidade surgiu. Com a sua descoberta, o homem pode então se diferenciar dos animais, pois usava dele para se proteger e também para cozinhar os primeiros alimentos.

Hoje, trago aqui, uma receita de Ragu de Músculo, para representar a carne e a importância do uso do fogo para cozinhar. Esta receita diferente do que podemos imaginar, fica extremamente macia e saborosa, e além de tudo, cabe bem no bolso. Vamos lá?

RAGU DE  MÚSCULO

 Ingredientes: 

  • 1 kg de músculo bem limpo
  • 1 cebola grande
  • 4 dentes de alho
  • 4 tomates maduros
  • ½ xícara (chá) de cheiro verde picado
  • 3 colheres (sopa) de óleo ou banha (para refogar a carne)
  • 2 colheres (sopa) de extrato de tomate
  • 1 folha grande de louro
  • 1,5 litro de água
  • Sal e pimenta, á gosto

 Modo de preparo: 

  1. Em uma tábua, corte o músculo em cubos grandes (mais ou menos da grossura de 3 dedos, e tente picar todos do mesmo tamanho. Se estiver com pressa, pode picar menor).
  2. Pique a cebola e o alho em cubinhos pequenos*.
  3. Pique a salsinha e a cebolinha (cheiro verde) bem fininhas.
  4. Pique os tomates em cubos grandes (se quiser pode retirar a pele e as sementes**).
  5. Reserve tudo. 
  6. Aqueça uma panela de pressão no fogo alto. Acrescente o óleo, o alho, o músculo e tempere com sal e pimenta. Refogue por cerca de 10 minutos até dourar a carne.
  7. Junte a cebola, o extrato de tomate e o louro, e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Acrescente o tomate picado e 1,5 litro de água. Tampe a panela de pressão, abaixe o fogo para médio e deixe cozinhar por 45 minutos. 
  8. Desligue o fogo e, quando acabar a pressão da panela, destampe. Coloque metade da carne num prato. Com um garfo, desfie a carne volte à panela. Retire a folha de louro. Junte a salsinha e a cebolinha. Leve ao fogo médio e assim que ferver, desligue.
  9. Sirva com a polenta mole.

POLENTA MOLE

 Ingredientes: 

  • 2 xícaras (chá) de fubá ou de sêmola de milho
  • 9 xícaras (chá) de água
  • 1 colher (sopa) de sal
  • 4 colheres (chá) de queijo parmesão ralado

Modo de preparo: 

  1. Numa panela grande, aqueça a água em fogo médio. Quando ferver, acrescente o sal e abaixe o fogo. Com a colher de pau em uma mão, vá mexendo a água, e com a outra mão, pegue um punhado de fubá (ou de sêmola de milho) e vá soltando aos poucos, num fio constante. Acrescente todo o fubá dessa maneira e deixe cozinhar por cerca de 30 minutos, mexendo sempre com a colher. A polenta estará pronta quando se desprender das paredes e do fundo da panela. 
  2. Acrescente o queijo parmesão e misture bem até que ele derreta. Coloque um pouco de polenta num prato fundo, aperte o centro com a colher e cubra com o ragu. Polvilhe a salsinha e um pouco de queijo ralado, e sirva imediatamente.

BOA APETITE!

Curiosidades por dentro da Gastronomia – Nomenclaturas:

  • *O corte em cubos pequenos, na gastronomia chamamos de brunoise.
  • ** O processo de retirada da pele e das sementes do tomate, é chamado de Tomate concassé.

Modo de fazer: Faça um corte em X na base de cada tomate. Coloque os tomates numa panela com água fervendo por alguns segundos. Prepare outra tigela com água e gelo. Retire os tomates da panela e mergulhe-os na tigela gelada. Pelo X, puxe a pele como se fossem quatro folhas. O choque térmico faz com que a pele se desprenda facilmente. Corte os tomates em quatro, retire as sementes usando os dedos e corte-os como desejar.

 Se você chegou até aqui, não deixe de experimentar essa receita, e depois me conte o que achou nas minhas redes sociais! (@biavolante)

Obrigada!

Chef Bia Volante